Conheça os benefícios da meditação para crianças

Benefícios da meditação para crianças + 5 dicas de como ensinar seu filho a meditar

Seu filho é uma criança muito agitada, ansiosa ou muito dispersa? A solução para esse problema está aqui, a meditação.

A meditação como você já deve saber não é somente para adultos ou pessoas mais velhas, todos com qualquer idade pode meditar, praticando a meditação você só obtém benefícios.

Não é tão popular, mas a meditação infantil é extremamente vantajosa para os pequenos, ela ajuda a aliviar sintomas de ansiedade, agitação, estresse, melhora a concentração e foco das crianças sendo um forte aliado para o aprendizado durante as aulas, na escola e em atividades no geral.

Agora você deve estar se perguntando, como eu vou fazer meu filho sentar quietinho para meditar se ele não para 1 minuto?

A resposta pode não ser tão simples assim, mas  tenho aqui 5 dicas de como ensinar seu filho a meditar.

1. Tenha paciência e seja um exemplo

Paciencia na hora de meditar

Paciência na hora de meditar

Como disse acima, não é tão simples ensinar uma criança a meditar, isso leva tempo, requer muita paciência e calma.

É um processo, gradativo os pequenos irão se acostumar e passar a gostar de praticar a meditação.

Uma técnica muito boa e bastante utilizada é a meditação em família, este pode ser um momento em que todos da casa se reúnem para realizar uma atividade, juntos. Crianças adoram essa união da família e pode ser bastante interessante pra eles.

Se na sua casa apenas você medita, procure meditar em horários que seu filho está por perto, crianças tendem a ser muito curiosas, e neste caso a curiosidade pode ser um forte aliado para você.

No início será difícil conseguir manter o foco da criança por muito tempo, ainda mais se for uma criança muito hiperativa, tenha paciência, não brigue e não chame a atenção, com calma, você convida a criança para se concentrar novamente, se ela realmente não quiser não a obrigue a continuar, uma atividade que deveria ser prazerosa poderá se tornar um “castigo” para a criança.

2. Concentre-se na respiração

Para qualquer pessoa que esteja começando a praticar a meditação e tem dificuldades para se concentrar esta técnica sem dúvida alguma é a melhor.

Existem duas formas de você conseguir a atenção e foco da criança durante este exercício, primeiro você pode dizer suavemente para a criança prestar atenção no ar que ela respira pelo nariz, enche o pulmão e solta pela boca, esvaziando o peito. Repita isso algumas vezes para ajudar no exercício.

Outra forma de fazer isto é com a criança deitada, coloque uma pedrinha, um brinquedo ou um pequeno objeto sob o abdômen da criança e diga para ela observar o brinquedo subindo quando ela respira e descendo quando ela expira.

3. Paisagens ou focos de concentração

Esta técnica pode ser feita de duas formas, pode sentar-se com a criança em um ambiente da casa que seja mais calmo, colocar, por exemplo, uma vela acesa e pedir para que ela olhe para esta vela.

Se seu pequeno for uma criança mais agitada e este método não tiver dado certo, leve ele ao parque da sua cidade ou algum lugar com paisagens bonitas e que seja mais calmo.

Algumas pessoas gostam de forrar uma toalha na grama (como se fosse um piquenique), sentar com a criança e pedir que ela observe as árvores, sinta o vento, escute os pássaros, dessa forma você estará mantendo a criança relaxada, calma e poderá ser uma forma eficiente de manter a concentração dos seus filhos, afinal será uma atividade diferente.

4. Imaginação

Utilizando os métodos da meditação guiada você poderá contar histórias simples de modo que a criança mantenha o foco presente no que você diz. Por exemplo:

“Imagine que o ar que você está respirando são pequenas bolinhas brancas e brilhantes, essas bolinhas estão entrando pelo seu nariz, enchendo seu pulmão e saindo, cada vez mais essas bolinhas brilhantes estão entrando, agora você tem bolinhas brilhantes por todo seu corpo, você está cheio de bolinhas brilhantes, essas bolinhas entram e saem quando você respira, elas estão levando embora tudo de ruim que você está sentindo e trazendo muitas coisas boas.”

Essa pequena história é uma forma de treinar o foco e a respiração da criança, é uma maneira de ajudar a relaxar e a criança não perder a concentração no exercício.

Você pode inventar sua própria história, usando paisagens com árvores, uma praia, algo que seja tranquilo e leve.

Outro complemento para este exercício é utilizar uma música relaxante de fundo, em uma história de mar você pode utilizar sons de água para ajudar a ilustrar.

5. Sons e frases

Diferente da música relaxante, os sons utilizados aqui podem ser uma badalada de um sino, o toque em uma corda de violão ou outro instrumento que emita um som contínuo.

Peça para a criança prestar atenção no som ate que ele desaparece e fique tudo em silêncio, repita algumas vezes sem que a criança enjoe do barulho.

As frases podem servir de “mantra” peça para que a criança diga em voz alta sentimentos bons que ela quer sentir naquele momento, por exemplo:

“Eu quero ser uma criança feliz”

“Eu quero ficar calmo”

“Eu sou uma criança cheia de luz”

Essas frases podem ajudar e incentivar a criança a praticá-las mesmo estando longe de casa, em algum momento de ansiedade ou estresse, a criança pode repetir frases positivas e ajudar a aliviar a tensão para se acalmar.

Tags: No tags

Comments are closed.